51212 Atualizações no E-mail

Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

... A TEORIA BOOTSTRAP - by Prof. Jório Eduardo

... A TEORIA BOOTSTRAP

... (Rompendo definitivamente com o modelo newtoniano)

... Autor: Prof. Jório Eduardo

... Se Albert Einstein revolucionou o pensamento científico com suas teorias da relatividade, e se Niels Bohr e Werner Heisenberg, com suas interpretações da mecânica quântica, efetuaram mudanças tão radicais que até o próprio Einstein se recusou a aceitá-las, Geoffrey Chew deu o terceiro passo revolucionário na física do século XX. Sua “Teoria Bootstrap” das partículas unifica a mecânica quântica e a teoria da relatividade numa teoria que abrange os aspectos quânticos e relativistas da matéria subatômica em sua totalidade e, ao mesmo tempo, representa um rompimento radical com toda a abordagem ocidental da ciência básica. De acordo com a teoria bootstrap, a natureza não pode ser reduzida a entidades fundamentais semelhantes aos “blocos básicos de construção da matéria”, mas deve ser entendida como “padrões de inter-relacionamentos”. As coisas existem em virtude de suas relações mutuamente consistentes, e toda a física desenvolve-se de maneira exclusiva a partir da exigência de os seus componentes serem coerente entre si e consigo mesmo. A base matemática da física Bootstrap é conhecida como “Teoria da Matriz S”, proposta a princípio por Heisenberg nos anos 40. Hoje, muitos físicos e matemáticos contribuíram para o avanço desta teoria, mas Geoffrey Chew, sem dúvida, tem sido a força unificadora e o líder filosófico da Teoria da Matriz S.

... A “filosofia” da teoria Bootstrap não só abandona a ideia de blocos básicos de construção da matéria, como nem sequer admite entidade fundamental alguma. O universo material é concebido como uma “rede ou teia” dinâmica de eventos inter-relacionados. Nenhuma das propriedades de qualquer parte dessa rede ou teia é mais fundamental do que as demais; todas decorrem das propriedades das outras partes, e a consistência global de suas inter-relações determina a estrutura de toda a rede ou teia. O fato da teoria Bootstrap não admitir nenhuma entidade fundamental, torna-a, em minha humilde opinião, um dos sistemas mais profundos do pensamento ocidental. Ao mesmo tempo, ela é tão estranha aos nossos modos tradicionais de pensar cientificamente que só é aceita ou seguida por uma pequena minoria de físicos. A maioria prefere seguir a abordagem tradicional; a que sempre continua incansavelmente buscando os constituintes fundamentais da matéria. Em consequência, as pesquisas de base na física tradicional tem se caracterizado por uma penetração cada vez maior no mundo das dimensões submicroscópicas, até os domínios dos átomos, dos núcleos e das partículas subatômicas. Nessa progressão, os átomos, os núcleos e os hadríons (isto é, os prótons, os nêutrons e demais partículas associadas às interações fortes) foram, cada uma, por sua vez, consideradas “partículas elementares”. Contudo, nenhuma pôde corresponder a essas expectativas; a cada vez, estas partículas revelaram que elas mesmas eram estruturas “compostas”, e cada vez mais os físicos ortodoxos tinham esperanças de que a geração seguinte de elementos constituintes se revelasse por fim como sendo os componentes derradeiros da matéria. Esta busca incessante parece que nunca vai ter fim. Os candidatos mais recentes, os quarks, os constituintes hipotéticos dos hadríons, ainda não foram observados e sua existência se torna extremamente duvidosa em face de graves objeções teóricas. Apesar dessas dificuldades, a maioria dos físicos ortodoxos ainda se atém à ideia dos blocos básicos de construção da matéria, ideia esta que está profundamente arraigada na ultrapassada visão de mundo materialista, mecanicista da física newtoniana clássica. Mais especificamente, a redução da natureza aos seus aspectos fundamentais é basicamente uma atitude grega, surgida da filosofia grega aristotélica, enfatizada e ampliada pelo dualismo espírito/matéria cartesiano, que vem se perpetuando através do mecanicismo newtoniano que forma a base filosófica da física tradicional do Ocidente, ao passo que a visão Bootstrap de um universo como uma rede ou teia de inter-relações é característica do pensamento oriental e está de perfeito acordo com a cosmovisão quântica da física moderna. É, talvez, por isso mesmo, que os físicos ortodoxos, apesar de conviverem diuturnamente com a natureza indeterminada da realidade quântica, mesmo assim, relutem em aceitar uma teoria que concorda com as filosofias esotéricas advindas do Oriente. Ou seja, estes físicos, mais uma vez, abandonam as evidências científicas para não associa-las a qualquer preceito filosófico ou religioso. Mas um cientista, se ele quer permanecer cientista, ele deve aceitar unicamente as evidências científicas e os resultados do empirismo científico.

... Werner Heisenberg, em seu livro Física e Filosofia, afirmou que não acreditava no padrão quark, chegando mesmo a chama-lo de “bobagem”. Entretanto, Heisenberg, de fato, disse que concordava integralmente com a “filosofia” do modelo de Chew da Teoria Bootstrap, onde as partículas são padrões dinâmicos numa rede interligada de eventos. Segundo a perspectiva Bootstrap, cada partícula tem relação com todas as outras partículas, inclusive consigo mesma, o que torna o formalismo matemático “não-linear” ao extremo. Todavia, Heisenberg, mesmo fornecendo a formulação matemática inicial para a teoria Bootstrap, como a maioria dos físicos atuais, ele ainda se sentia muito atraído pela ideia de uma “equação fundamental”, não estando disposto a aceitar sem reservas o extremismo não-linear do formalismo matemático da teoria Bootstrap. “Há uma equação fundamental na natureza. Não importa qual possa vir a ser sua formulação, dela derivaremos todo o aspecto das partículas elementares. Não devemos buscar refúgio na neblina. Neste ponto, eu discordo de Chew”.

... O grande avanço da física Bootstrap teve início em 1974 com um jovem físico: Gabriele Veneziano. A essência da descoberta de Veneziano consistiu em reconhecer que a “topologia” – um formalismo matemático bem conhecido – pode ser usada para definir categorias de ordem na inter-relação dos processos subatômicos. Com a ajuda da topologia, é inteiramente possível estabelecer quais inter-relações são mais importantes e, desse modo, formular uma primeira aproximação, em que somente essas inter-relações serão consideradas, podendo-se, a seguir, acrescentar as outras, em sucessivas etapas de aproximação. Em outras palavras, a complexidade matemática do esquema Bootstrap, pode ser desenredada incorporando-se a topologia à estrutura conceitual da Matriz S. ao fazermos isso, constatamos que apenas algumas categorias especiais de relações ordenadas se revelam compatíveis com as propriedades bem conhecidas da Matriz S. essas categorias de ordem são precisamente os padrões quarks observados na natureza. Desta forma, a estrutura quark surge como uma manifestação de ordem e como uma consequência necessária da autoconsistência, sem que seja preciso postular os quarks como realmente existentes e como os constituintes físicos dos hadríons.

... CONCLUSÃO:

... As ciências naturais, e também as humanas e sociais, moldaram-se na física newtoniana clássica, e agora as limitações da visão de mundo newtoniana já se tornam manifestas nos múltiplos aspectos de nossa crise social global. Embora o modelo newtoniano ainda seja o paradigma dominante em nossas instituições acadêmicas e na sociedade em geral, os físicos o ultrapassaram, indo muito além. A visão de mundo que surgia com a nova física Bootstrap, ou seja, o inter-relacionamento de tudo, as relações, os padrões dinâmicos e o processo ininterrupto de mudança e transformação, expressam a minha convicção de que as filosofias subjacentes às outras ciências teriam de ser modificadas para que estas ciências fossem consistentes com a nova visão da realidade quântica. Para mim, uma mudança assim tão radical é também a única maneira de realmente resolvermos nossos urgentes problemas econômicos, sociais e ambientais.


4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. ... Estou reformulando, editando tudo. Espero conseguir fazer na medida do possível com minhas atuais possibilidades. Espero publicar as CRÔNICAS DE JEREMIAS em breve.

    ResponderExcluir
  3. ... Está tudo ruim. Não sei se vou conseguir editar tudo. Ainda falta CC Crônicas, Maníacos Teory, Escandlls Du Jour. Vou tentar.

    ResponderExcluir
  4. ... Vejam outros assuntos por temas, na aba TAGS. NO meu arquivo, ao lado do item pesquisar. Ainda estou colcoando TAGS em tudo, e atualizando o que posso, além das configurações de formatação que o BLOGGER altera toda hora.

    ResponderExcluir

DESTAQUE

... AntiCristo ÔMEGA - Cristo ALPHA

... Uma coisa que acho errado em todos os livros que falam da mitologia do antiCristo, que está entidade seria literalmente algo igual o...